Minha primeira experiência lésbica na festa do pijama

Oi gente, hoje vim aqui para contar para vocês como uma inocente festa do pijama entre amigas acabou em uma putaria lésbica muito gostosa e uma experiência que eu nunca vou esquecer.

Algumas amigas próximas minhas e eu geralmente marcamos, de vez em quando, de fazer uma festa do pijama, entre nós mesmo. A gente gosta de se reunir na casa da Jéssica, até porque lá é muito mais espaçoso e isso deixa tudo mais cômodo para nós. Cada uma sempre combina de levar algum petisco e, obviamente, bastante álcool. Nessa festa do pijama costumamos falar mal de algumas pessoas que nós conhecemos e, inclusive, ver um filme de vez em quando para passar o tempo.

No sábado, era dia de fazer a famosa festa do pijama, já que todas estavam livres e nós teríamos o sábado e o domingo inteiros para curtir. Eu comprei dois pacotes de cerveja e deixei pronta uma bela bandeja de frios pra nós aproveitarmos bastante. Algumas das meninas levaram vinho, vodka e uns salgadinhos muito gostosos. A Jéssica já estava nos aguardando na porta quando chegamos.

O nosso combinado de sempre era usar aqueles pijaminhas com animal, que têm uma touca divertida. Dessa vez eu fui de coelha, mas com absolutamente nada por baixo por conta do baita calor que estava fazendo naquela noite. Entre os pijamas das meninas estavam um de cachorro, um de baleia e um de unicórnio, então nós aproveitamos a ocasião para tirar uma foto bacana.

Quando era mais ou menos umas 20hrs nós começamos a beber. Tudo que vocês podem imaginar tinha naquele casa, nós tocamos violão, fizemos rodinha de dança, uma guerra de travesseiros e, pra finalizar, nós brincamos de “eu nunca”. No meio do jogo, a Clara me desafiou a beijar uma das amigas ali.

Na hora eu fiquei um pouco nervosa, até porque nunca tinha beijado uma mulher antes na vida, mas a coragem que eu precisava veio com o álcool. Escolhia a própria Clara, até por não estar namorando e ser a minha amiga mais próxima. Engatinhei até ela devagar e, então, a beijei.

As meninas aparentemente nem estavam prestando atenção no momento em que aquele beijo acabou se tornando algo muito mais intenso, me deixando com uma puta tesão e calor. A língua da Clara passava na minha, ela mordia meu lábio e chupava a minha boca, eu já estava até suando de tão delicioso que aquilo era.

De repente, ela abriu o zíper do meu pijama e enfiou a mão dentro dele. Eu estava de costas, então ninguém notou nada. A Clara começou a chupar um dos meus seios devagarinho e, depois, seguiu tateando a minha buceta. Ela percebeu como eu estava muito molhada, mas não fez nada, só me provocou, mexendo os dedos no meu grelinho por cima da minha calcinha.

Só sei que eu gozei gostoso naquela brincadeira, mas nós levamos tudo numa boa e, de manhã, nós não tocamos nesse assunto. Depois desse dia, tive outras experiências parecidas, mas isso já é história para outro conto que eu trouxer para vocês.

Últimos contos eróticos

Compartilhe esse conto erótico:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Mais contos eróticos