Viciada em siririca

Olá pessoal, tudo bem? Meu nome é Fabiana, tenho 28 anos, trabalho como cabeleireira em um salão de beleza perto de onde eu moro, e sou totalmente viciada em siririca.

Hoje vou contar para vocês sobre esse vício meu em siririca, chego a bater até quatro no mesmo dia! Bato siririca há bastante tempo, não parei nem quando estive casada, inclusive, depois que me separei, tudo se intensificou ainda mais. Já que eu trabalho em um pequeno salão de beleza, estou sempre esfregando minha bucetinha nas cadeiras, nas pontas das mesas e em outros objetos que utilizamos para o nosso trabalho.

Eu consigo disfarçar bastante o que faço e, diversas vezes, mesmo eu estando em meu trabalho, preciso ir ao banheiro só para bater uma siririca. Apenas assim eu me sinto aliviada, o grelinho da minha pepeca está sempre à espera da próxima siririca, bem durinho.

Já que eu moro sozinha, logo que chego do trabalho tiro minhas roupas na sala e esfrego a minha buceta todinha na almofada até eu gozar, descanso por uns instantes e vou tomar banho em seguida. Para o meu delicioso banho, levo comigo o meu melhor vibrador e, lá, bato mais uma siririca.

Posso dizer que tenho opções variadas de brinquedos para bater minha siririca. Por exemplo, tenho vibradores, sugadores de grelo, massageadores, bato com pepino chinês, com cenouras e até bananas, é muito bom! Chego a bater até com o cabo da escova de cabelo e, obviamente, com os meus dedos. Já me ocorreu de estar preparando meu jantar, ou mesmo um lanche, e me esfregar na própria bancada até gozar.

Andando pelas ruas de São Paulo, quando vejo um homem com um volume interessante em sua bermuda ou calça, já fico com tesão suficiente para querer bater uma siririca. Na maioria das vezes eu acabo batendo na rua mesmo, esfrego minha buceta em qualquer coisa e eu gozo rapidinho, ou até entro em um banheiro público e, na maior tranquilidade, bato a minha siririca.

Em muitos momentos penso que até seja patológico esse meu vício exagerado em bater siriricas, até porque outro dia (bem recente) bati uma siririca caprichada, mas quando estava voltando do trabalho até meu apartamento passei por um atalho que encurta bastante a distância entre o apartamento e o salão, e lá passo debaixo de um viaduto, sempre vejo várias pessoas em situação de rua, inclusive um homem negro, não muito velho, que avistei ao entardecer.

Esse homem estava afastado, praticamente isolado dos outros, e estava batendo uma punheta atrás de uma velha caçamba, não pude evitar de ver a pica enorme dele. Me aproximei do homem, que se assustou em um primeiro momento com a minha presença, mas eu o tranquilizei e disse que apenas estava dando uma olhadinha na rola dele, e ele não se incomodou.

Pouco depois, ele pediu que eu pegasse na pica dele e eu aceitei. Logo peguei na sua rola dura, olha que doideira minha, perguntei a ele se podia tirar fotos do pauzão dele, e ele deixou! Então, com o meu celular, tirei umas quatro fotos da pica dura do cara, ele disse que ia bater uma punheta me desejando, me chamou de gostosa e, como não pude me conter, no mesmo momento peguei em seu pau e bati uma pra ele, no entanto não passou disso.

Gente, quando eu cheguei no meu apartamento, tive tempo apenas de tirar as roupas e deitar no sofá para bater uma siririca inesquecível! Peguei uma de minhas almofadas e esfreguei minha bucetinha molhada sem parar em sua ponta mais dura, sempre vendo as fotos da rola gigante do homem gostoso do viaduto.

Eu gemi, até gritei, o meu grelinho ficou durinho e meus seios também estavam duros, então eu gozei deliciosamente. O melzinho escorria na minha buceta, para finalizar eu enfiei meus dedos na minha pepeca e lambi todo o melzinho que tinha neles.

Confesso agora que sou totalmente viciada em siririca, algumas vezes até acordo de madrugada com o meu grelo duro, pego um de meus vibradores ou uso o próprio travesseiro, bato uma bela siririca e me sinto muito mais aliviada, apenas assim eu consigo retomar meu sono.

Então mulheres, não se envergonhem, ok? Bater siririca é bom demais!

Fabiana.

Últimos contos eróticos

Compartilhe esse conto erótico:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp

Mais contos eróticos